Houve falha ao liberar acusado de matar grávida em São Paulo, admite Justiça

Preso acusado de matar grávida em São Paulo

Alex Arruda, de 22 anos, cumpria pena por roubo em regime aberto mesmo após fugir de uma penitenciária em Guarulhos. Além disso, ele já havia sido preso duas vezes

O homem preso na última sexta-feira (11), acusado de atirar e matar a assistente administrativa Daniela Nogueira de Oliveira, grávida, de 25 anos, há uma semana, no Campo Limpo, na zona sul de São Paulo, cumpria pena por roubo em regime aberto, mesmo depois de fugir do Presídio José Parada Neto, em Guarulhos.

Alex Alcântara de Arruda, de 22 anos, chegou a ser levado duas vezes pela polícia para a delegacia durante o período em que ficou na rua, mas foi colocado em liberdade porque não constava mandado de prisão em vigor.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, Arruda foi levado pela Polícia Militar por duas vezes, em 28 de novembro (averiguação) e 11 de dezembro de 2012 (dirigir moto sem habilitação) , ao 89º Distrito Policial (Portal do Morumbi). No entanto, foi liberado após consultas realizadas na 12ª Vara Criminal de São Paulo.

por jornaisdeguarulhos

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s